Rota do Atlântico

Rota do Atlântico

A Concessionária Rota do Atlântico (CRA) iniciou suas operações em julho de 2011, por meio do Complexo Portuário e Industrial de Suape.

Em 4 de janeiro de 2014 foi autorizada a cobrança de pedágio, mas a operação começou em novembro de 2011, após a assinatura do termo de rolamento e transferência de bens, quando foi implantando o Serviço de Auxílio ao Usuário (SAU).

Entre 2014, primeiro ano da cobrança de pedágio, e 2020, foi um registrado um decréscimo de 75% no número de acidentes viárias, reduzindo de 219 ocorrências para 54 ocorrências no último ano.

As pesquisas da Confederação Nacional dos Transportes (CNT) dos anos de 2016 a 2019 consideraram a CRA como a Melhor Rodovia do Norte-Nordeste, com conceitos ótimo e bom em todos os quesitos avaliados: sinalização, pavimento, geometria da via e condições gerais. Fora isso, por quatro anos consecutivos, entre 2015 a 2018, foi premiada como uma das Melhores Empresas para se trabalhar em Pernambuco segundo do Great Place to Work (GPTW), sendo que em 205 e 2016 obteve os 8º e 7º lugar no Estado e 80º e 70º na compararação nacional.

Hoje a CRA é responsável pela administração de um sistema viário com 44 km, composto pela PE-009, VPE-052 e VPE-034, proporcionando mais segurança, conforto e agilidade no acesso a Suape e Litoral Sul pernambucano. O trecho tem início na BR-101 Sul, no município do Cabo de Santo Agostinho, e segue até a PE-038, no distrito de Nossa Senhora do Ó, no município de Ipojuca.